quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Que os Pequeninos Brilhem

Que os Pequeninos Brilhem
Let the Little Ones Shine
27 de Fevereiro, 2020

O Senhor nos abençoe com Seu coração de humildade e serviço. E a capacidade de ver as áreas de nossas vidas que precisam ser mudadas durante esse período de introspecção. Amém.

Ontem foi o início da Quaresma, um período de 40 dias que precede a Paixão e Ressurreição do Senhor. Este é um momento para nos esvaziarmos de orgulho e interesse próprio. É um tempo para permitir que o Senhor revele a doença em nossas almas, para que possamos ser purificados e renascer novamente em Sua glória ressuscitada. O funcionamento do mundo é muito tedioso e desgastante, e muitos compromissos são feitos para a nossa carne.

Esses compromissos podem nos deixar mornos e distraídos. Digo isso com grande convicção, queridos. Eu me deixei distrair e fiz compromissos, que na época pareciam bons - mas após o autoexame, percebi que eles eram prejudiciais e não saudáveis para o meu relacionamento com o Senhor.


Estou me arrependendo por essas coisas e pedindo ao Senhor que limpe meu coração e o faça puro. Estou reconhecendo as áreas em que tenho me saído bem e perguntando a Jesus: “Senhor, me mude. Por favor, tire essas distrações terrenas e as coisas que roubam o meu tempo. Aquelas atitudes de coração que não agradam a você.”

Nesta manhã, o Senhor lembrou a vaidade dos caminhos da Igreja, onde muitos disputam o reconhecimento e procuram ser respeitáveis e reconhecidos como uma autoridade. Tantas vezes isso leva ao erro e à vanglória e, em preparação para o movimento de Deus que está por vir, Ele está nos pedindo para perdermos nossa auto importância e abraçarmos nele a pequenez.

Dessa maneira, Sua Luz brilhará, não a nossa. E aqueles que estão emergindo no entendimento de Seus caminhos encontrarão um fórum aberto, um lugar seguro, para expressar o que Deus está lhes mostrando. O que muitas vezes, a propósito, é muito significativo, pois Ele se opõe aos orgulhosos, mas revela Seus segredos aos humildes e pequeninos.

Jesus começou: “Meu povo, que se acostumou a ser reconhecido como pilar na igreja; como aqueles que sabem e são competentes para liderar os outros - considere a vaidade de seus caminhos.

“Quero que vocês se humilhem e ouçam os pequeninos ao seu redor que se apegam a Mim em santa humildade. Eles são motivados pelo santo temor de Deus e um profundo desejo de permanecer pequeno e oculto, apegando-se a Mim, em vez de procurar oportunidades para brilhar e ser estimado aos olhos dos outros, por seu conhecimento. Pelo contrário, eles andam com grande medo de Mim, respeitando todos os outros acima de si.

"Portanto, eles dizem pouco. Nestes, estou muito satisfeito.

“Meus filhos, percam a importância de si mesmos e abracem a Minha pobreza e humildade. Não procure atenção nem fale com um ar de autoridade. Essas coisas são nauseantes para Mim! Em vez disso, gostaria que você se calasse e admirasse os pequeninos ao seu redor que não desejam ser adorados ou reconhecidos. A principal preocupação deles é se apegar a Mim em sua pequenez, não ofender o irmão e aprender novas maneiras de andar nos Meus caminhos.

“Eles vivem em uma dimensão bonita Comigo, um lugar de paz e liberdade de luta, de reconhecimento e competição; a necessidade de ser aplaudida e elogiada pelos homens. E neste lugar eu descanso.

“Não é assim com aqueles que desejam brilhar diante dos homens. Eles tendem à inquietação do coração, procurando maneiras de provar sua inteligência e conhecimento.

“Peço que você pare com esse esforço e encontre sua paz em sossego e descanso. Anseie por nada além da Minha aprovação. Despreze sua preocupação de ser respeitável e reconhecido, e use Minha pequenez e obscuridade. Então você escapará da teia da vaidade que enreda aqueles que buscam ser elevados e que estão repletos de muitas preocupações tolas.

“Eu digo essas coisas, porque elas estão no caminho de nossa doce comunhão. E, na verdade, elas distraem outras pessoas de Mim, fazendo com que outras pessoas o vejam e aplaudam, em vez de Mim.

"Permaneçam em alegre insignificância, Meus queridos, e Me permitam brilhar através dos outros. Estarei com vocês nesse empreendimento, e os frutos serão realmente doces."

Nenhum comentário:

Postar um comentário