Still Small Voice Brazil: Os 300 de Gideão

Pesquisar este blog

fevereiro 10, 2022

Os 300 de Gideão

Os 300 de Gideão
Gideon's 300
10 de Fevereiro, 2022

Querido Deus, por favor, dê-nos um coração humilde para ceder às suas instruções em todos os momentos. Ajude-nos a obedecê-lo e a sermos flexíveis à orientação do Espírito Santo. Amém.

O sonho começou, eu estava em uma casa com cerca de 11 outros Irmãos e Irmãs e estávamos nos preparando para uma batalha contra o inimigo. Estávamos vestindo toda a armadura de Deus, preparando nossas espadas e louvando a Deus antecipadamente pela vitória. O Senhor nos deu um “aviso” de que bruxas, feiticeiros, sacerdotes satânicos e praticantes do mal estavam vindo para nos tirar e tentar destruir a prosperidade espiritual e a fecundidade da obra do Senhor através de nós.


Olhei ao redor da sala e não reconheci ninguém, exceto um Irmão de nossa comunidade de refúgio. Ele veio até mim e perguntou se eu sabia quando o mal se aproximaria da casa e eu respondi: “Em breve, muito em breve, nos próximos 10 minutos”. Você podia realmente sentir a maldade começar a descer sobre nós e cheirava a carne em decomposição. Só então ouvi Jesus dizer: “Há vários covens vindo”. E fazendo contas rápidas na minha cabeça, meu coração começou a afundar, e isso não incluiu nenhum demônio e espíritos malignos. Eu pensei, Oh Senhor, salve-nos!

De repente, as forças do mal estavam sobre nós e a batalha começou a se intensificar. Todos nós fomos sobrenaturalmente infundidos com poder do Céu e uma nova habitação do Espírito Santo, que minhas espadas, arcos e flechas pareciam estar agindo por conta própria. Assim que uma espada era usada, instantaneamente outra tomava seu lugar. Descobri que você pode pegar a espada do Espírito Santo e usar um arco para lançá-la bem no meio da luta. Ela causa grandes danos ao inimigo e, ao atingir um alvo, ele se desintegra ou se torna uma luz brilhante... é muito poderoso! Estávamos envolvidos na batalha pelo que parecia um longo período de tempo, quando, de repente, nossos atacantes começaram a inchar e implodir de dentro para fora. Era nojento e incrível ao mesmo tempo.

Todos eles desapareceram e caímos de joelhos louvando, agradecendo e adorando a Deus. Uma enorme onda de alívio veio sobre todos nós. Nesse momento, olhei pela grande janela da sala e vi o que parecia ser outro ataque do inimigo vindo em nossa direção. O Senhor disse: “Mais covens estão se aproximando”. Comecei a suar muito e meu coração começou a bater forte. Eu gritei: “Jesus nos ajude!!” Sua linha de frente de atacantes malignos estava quase na casa quando acordei do sonho e ouvi “Os 300 de Gideão”.

Agora, como uma atualização, aqui está um resumo da história do exército de 300 homens de Gideão nos capítulos 6, 7 e 8 de Juízes. 

Israel mais uma vez se afastou de Deus e caiu na adoração de ídolos. Deus apareceu a Gideão e lhe disse que ele era corajoso para liderar Israel na batalha contra os midianitas e por causa dele, Ele salvaria Israel porque Deus achou Gideão digno.

Gideão estava convencido de que Deus queria que ele liderasse esse grupo de homens que se reuniram ao seu redor. Mas Deus disse que Gideão tinha muitos homens. Deus queria que Israel soubesse que não foi o poder de 32.000 homens que salvou Israel, mas o próprio Deus. Deus pediu a Gideão que reduzisse seu exército pedindo a seus homens que quem tivesse medo de lutar pudessem ir para casa. Deve ter sido desanimador ver 22.000 homens se virarem e irem embora. Mas Gideão ficou com 10.000 homens corajosos.

Embora esses homens fossem corajosos, nem todos eram sábios. Deus pediu a Gideão que os levasse até o rio e os observasse bebendo. O número daqueles que bebiam da água do rio enquanto mantinham guarda ao seu redor era de 300 homens. Os outros 9.700 se curvaram à água, perdendo de vista os possíveis ataques inimigos. Deus disse que os 300 se tornariam o exército de Gideão para lutar contra os midianitas. Havia pelo menos 135.000 soldados inimigos contra os 300 soldados de Gideão.

Gideão preparou seus homens. Cada um deles estava equipado com uma lâmpada e uma buzina. A lâmpada estava coberta com um cântaro para que suas luzes ainda não brilhassem. Gideão espalhou os 300 homens na encosta em três batalhões. Eles se arrastaram em direção ao acampamento com os olhos em Gideão. Ele os instruiu que quando ele tocasse sua trombeta e quebrasse o cântaro contendo a lâmpada, os soldados deveriam fazer o mesmo. Eles também gritaram: “a Espada do Senhor e de Gideão”.

Quando todos quebraram seus cântaros e tocaram suas trombetas (criando um grande barulho) os homens dentro do acampamento inimigo acordaram com medo. Os homens de Gideão gritaram, mas não atacaram. Eles permaneceram firmes e não enfrentaram o inimigo. Os soldados inimigos começaram a lutar contra os que os cercavam em vez de Gideão e seus homens. Aqueles que sobreviveram à batalha auto infligida fugiram para as regiões externas de Israel – direto para o território dos 30.000 soldados que foram enviados para casa anteriormente. Esses soldados desempregados então se levantaram e atacaram o exército inimigo enquanto fugiam por suas terras.

Gideão e seus 300 continuaram a perseguir o inimigo até capturarem reis e príncipes dos exércitos inimigos. A vitória de Gideão conquistou o respeito da nação hebraica. Eles queriam que ele se tornasse seu rei e liderasse o país. Gideão recusou dizendo que Deus lideraria Israel. O temor por Gideão e seu poderoso exército se espalhou por toda a região. Durante sua perseguição aos exércitos inimigos, Gideão teve problemas com algumas das tribos de Israel que não davam comida ao exército de Gideão para que eles pudessem continuar lutando. Gideão voltou e matou aqueles homens que não cooperaram. O temor por Gideão e seus homens era grande o suficiente para que Israel vivesse em paz e adorasse a Deus pelos próximos 40 anos até a morte de Gideão.

Gideão aprendeu a confiar em Deus passo a passo. A verdade é que o que quer que Deus queira de nós, provavelmente será ainda mais impossível do que podemos imaginar. No entanto, quando O obedecemos e confiamos nEle a cada passo do caminho, fará sentido o que o Senhor quer que façamos. Deus está realizando Seus propósitos na terra através de todos nós. É uma grande coisa ser obediente ao Senhor e fazer parte de Seu plano maravilhoso e divino.


Nenhum comentário:

Postar um comentário