segunda-feira, 30 de agosto de 2021

O Amor em Tempos de Turbulência

O Amor em Tempos de Turbulência
Love in Times of Turmoil
30 de Agosto, 2021

Que o amor de Nosso Senhor e Sua Vontade sempre triunfem em tempos de angústia, Amém. Queridos Moradores do Coração, aqui é Madre Elisabeth e quero compartilhar com vocês uma visão e uma mensagem da Mãe Santíssima. Estávamos rezando os Mistérios Dolorosos em nosso grupo do Rosário. Havia uma pintura que Madre Clare fez retratando Santíssima Mãe segurando o mundo em suas mãos e atraindo a terra para mais perto do coração de seu Filho, Jesus.


Enquanto eu estava meditando sobre o mistério da Coroação de Espinhos e olhando para esta pintura, eu vi claramente a terra começar a girar, cada vez mais rápido. Quando de repente ela parou de girar, eu vi um ponto escuro e preto no centro do mundo e o preto começou a se espalhar até cobrir o mundo inteiro. Quando a escuridão atingiu as bordas do globo, o mundo instantaneamente se desintegrou em cinzas e então voltou para a bela terra renovada com as cores azul e verde conforme o mundo aparece na pintura. Eu pensei “WHOA” o que isso significa e ouvi as palavras, “as trevas cobrirão a terra”. Quanto tempo, Senhor, antes que isso aconteça? “Em breve, muito em breve” foi Sua resposta.

No dia seguinte, Mãe Santíssima começou a falar: “A vida como você a conhece logo chegará ao fim. O modo de vida das pessoas mudará abruptamente e elas experimentarão uma nova normalidade. Onde os itens alimentares e suprimentos que estão prontamente disponíveis agora, serão muito difíceis de encontrar e até mesmo inexistentes. Traição, caos e agitação se seguirão e a ilegalidade será abundante, meus filhos não se assuste quando virem esses eventos se desenrolarem. Isso está nos estágios de planejamento há algum tempo. A injustiça e a maldade continuarão a se apoderar das pessoas, mas vocês, queridos, foram treinados na obediência e na retidão e ensinados a amar uns aos outros e a viver em paz. Em tempos de perturbação e desordem, você alcançará as pessoas com amor fraternal e compartilhará com elas o amor misericordioso de Meu Filho.

“Este período de prova não será o momento de pegar em armas, mas de mostrar amor e caridade para com aqueles que estão sofrendo, sofrendo e necessitando de compaixão. Pois essas virtudes serão raras durante esta turbulência, mas muito poderosas contra o ódio e a fúria daqueles que são guiados pelo inimigo e não pelo Espírito. Vocês estão se preparando para isso há muito tempo e encorajo todos vocês a não temerem, entrarem em pânico ou temerem qualquer coisa ou qualquer pessoa que virem, pois Meu Filho vai à sua frente e está sempre com vocês.

“Não se preocupe, criança, com a visão que lhe foi mostrada.” E aqui Mãe Maria está se referindo a uma visão que eu tive onde eu estava em uma cela de prisão escura e suja, vestida com trapos imundos e congelando devido ao frio extremo do minúsculo espaço que eu ocupava. Meu corpo doía por completo, mas a dor em meu coração superava a dor física enquanto eu orava por meus captores e por aqueles que ainda não estavam salvos. Nesse ponto, eu sabia que estava aguardando a execução.

Bem-aventurada Mãe continuou: “Não fiquem ansiosos ou preocupados, preciosos, quando os sonhos e visões que vocês viram se realizarem, vocês serão tão cheios do Espírito Santo e da Vontade de Deus que vocês e todos os meus filhos não serão movidos por situações e circunstâncias. Sua perspectiva terrena mudará para alguém que só desejará se submeter totalmente e cooperar com a vontade divina. ” E esse foi o fim da mensagem de Nossa Senhora.

Enquanto pensava na pintura e no mundo implodindo e virando cinzas, me lembrei de Isaías 24.

“1 Eis que o SENHOR esvazia a terra, e a deixa desolada e às avessas, e dispersa para fora de seus países os seus habitantes. 2 E isto ocorrerá. Como ao povo, assim se fará com o sacerdote; como ao servo, assim se fará com o patrão; como a criada, assim se fará com a sua patroa; como ao comprador, assim se fará ao vendedor; como ao credor, assim se fará com o devedor; como ao que recebe a usura assim se fará com o que lhe paga a usura. 3 A terra será completamente esvaziada e completamente saqueada, porque o SENHOR tem falado esta palavra. 4 A terra pranteia e se desvanece, o mundo definha e se desvanece, o povo soberbo da terra definha. 5 A terra também está corrompida sob os habitantes dela, porque eles têm transgredido as leis, mudado os estatutos, quebrado o pacto eterno. 6 Portanto, a maldição tem devorado a terra e aqueles que nela habitam estão desolados. Portanto, os habitantes da terra estão queimados e poucos homens restam. 7 O vinho novo pranteia, a videira definha, todo o de coração alegre suspira. 8 O regozijo dos tamborins cessa, o barulho daqueles que jubilam termina, a alegria da harpa cessa. 9 Eles não beberão vinho acompanhados por uma canção. A bebida forte será amarga para os que a bebem. 10 A cidade da confusão está destruída. Toda casa está fechada, por isso nenhum homem pode entrar. 11 Existe um implorar por vinho nas ruas. Toda alegria está escurecida, o regozijo da terra se foi. 12 No interior da cidade é deixada desolação, e o portão está danificado com destruição. 13 Deste modo, quando isto estiver no meio da terra entre os povos, haverá como que o sacudir de uma oliveira, e como que o respigar uvas quando a vindima está feita. 14 Eles erguerão suas vozes e entoarão cântico pela majestade do SENHOR, eles clamarão em altas vozes desde o mar. 15 Por essa razão glorificai vós o SENHOR nos fogos, o nome do SENHOR Deus de Israel nas ilhas do mar. 16 Desde a parte mais extrema da terra temos nós ouvido canções, glória ao justo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário